NOSSO BLOG

Globalização e Mídias Sociais em 2020 – O que podemos esperar?

A

Globalização e Mídias Sociais em 2020

O que podemos esperar?

Conexão mundial: globalização e mídias sociais

 

Hoje em dia é comum o entendimento de que nós, seres humanos, não conseguimos mais viver sem o apoio das redes sociais, não é mesmo? Mas nem sempre essa dependência existiu, já que antigamente vivíamos normalmente sem toda essa tecnologia. Através de pesquisas e desse artigo, vamos falar como a globalização e as mídias sociais facilitaram a conexão entre as pessoas independente da distância, quais os cuidados que devemos tomar e porque ficamos tão dependentes das redes sociais. Continue ligado!

 

Globalização          

 

A integração econômica e cultural entre os países, que chamamos de globalização, só foi realizada a partir da criação e popularização de várias tecnologias que adquiriram um papel fundamental tanto para o desenvolvimento da economia mundial quanto para a sociedade que se tornou mais dependente da tecnologia.

A partir disso, as redes de comunicação no mundo globalizado foram ganhando espaço e se tornando cada vez mais rápidas e eficientes, permitindo o acesso de forma instantânea a qualquer notícia, contribuindo assim para a comunicação. Vamos listar algumas contribuições:

 

– Fluxo maior de informações, acontecendo instantaneamente;

– Comunicação em massa, facilitando o acesso de uma pessoa com outra que esteja em qualquer lugar do mundo;

– Crescimento de empresas multinacionais, que podem ser administradas de qualquer lugar do mundo;

– Circulação de capitais que são realizadas através do uso de computadores e até smartphones;

 

Uma das características da globalização, é o fato de ela se manifestar em campos diversificados que sustentam e compõem a sociedade: como espaço geográfico, cultura, educação, direitos humanos, política, saúde e principalmente economia.

 

Podemos citar a globalização como a principal fonte de hoje termos uma ligação incondicional com as mídias sociais. Através dela, demos início a uma era digital, proporcionando estudos, gerando empregos e cada vez mais nos movimentando pelo mundo sem precisar sair de nossa própria casa.

 

Meios de comunicação e seu crescimento

 

O homem está inserido em grupos sociais construídos durante toda sua trajetória de vida, seja ele familiar, escolar, ambiente de trabalho e relacionamentos desenvolvidos. A necessidade de se relacionar, garantindo contato com esses grupos deixou de ser algo limitado, graças a existência de mídias de relacionamento, já que a distância também deixou de ser um fator de risco.

 

É notável que os meios de comunicação foram totalmente contribuíveis para o desenvolvimento do homem, devido ao grande alcance significado que eles têm. Com a chegada da internet e novas mídias sociais, a comunicação deixou de ser um elemento social importante e tornou-se algo essencial! 

 

Para pesquisadores do assunto, a informação e o conhecimento estão em todas as esferas e áreas, são considerados essenciais tanto do ponto de vista acadêmico quanto profissional e, quando transformados pelas ações dos indivíduos, tornam-se competências valorizadas, gerando benefícios sociais e econômicos que estimulam o desenvolvimento e são, ainda, recursos fundamentais para formação e manutenção das redes sociais.

 

Para a maioria dos usuários deste conglomerado de redes em escala mundial, o acesso a elas passou a ser uma necessidade constante. A quantidade de acessos por dia demonstra que as redes sociais deixaram de ser apenas uma forma de manter contatos, passando a ser fonte de informação, publicidade, oportunidade e lazer.

Cada grupo de usuários se interessa por assuntos diferentes, como moda, esportes, mercado de trabalho, entretenimento, política, educação, saúde, entre outros. Com base nisso, as organizações identificam quais clientes são interessantes para seus negócios, utilizando publicidade para esse fim.

A nova sociedade, está passando por um momento de mudança. Mudança essa que afeta o cotidiano, a forma de agir e de pensar. A busca pelo conhecimento é um fator importantíssimo para se atingir maiores alturas. Quem se recusa a agir conforme o progresso tecnológico, pode estar se isolando da sociedade.

Conhecendo as Mídias Sociais

Com a evolução cada vez mais rápida do mundo digital, temos um grande crescimento de mídias sociais e aplicativos criados para facilitar a forma de nos comunicarmos com o mundo. Essa comunicação dinâmica e em tempo real tem se tornado essencial no nosso dia-a-dia – seja ela para lazer, trabalhos e até mesmo para comodidade.

A nova forma de comunicar nos permite uma comunicação horizontal, diminuindo hierarquias, preconceitos, dando ênfase a entrosamentos com pessoas de idênticos valores e objetivos em comum.

Para melhor entendimento do assunto, que tal falar sobre o que cada mídia apresenta em sua forma de se comunicar e expressar? Continue a leitura.

YouTube: Esta é uma plataforma de vídeos, usada para assistir programas, escutar músicas, ver jogos, acompanhar os youtubers e, claro, muito presente no Marketing Digital – Hoje o YouTube lidera o ranking de maior rede social do Brasil, contando com mais de 100 milhões de pessoas conectadas.

Facebook: Bem provável que você conheça essa plataforma, uma mídia social com o objetivo de juntar pessoas. Aqui você pode reagir a fotos, vídeos, comentar e ter um diálogo em tempo real com seus amigos, além de também marcar presença no Marketing Digital – onde, através da plataforma você pode anunciar de maneira profissional os produtos que sua loja vende, inclusive investir dinheiro real para um retorno ainda melhor!

Hoje o Facebook é a segunda maior rede social do Brasil, ficando apenas atrás do Youtube.

LinkedIn: O LinkedIn é uma rede social para utilização estritamente profissional. Podemos dizer que, se trata de um currículo online, no qual possibilita todo usuário a estar sempre disponível aos amigos, contatos de amigos e a outros usuários profissionais.

O LinkedIn é usado por mais de 29 milhões de brasileiros. 

WhatsApp: Já o WhatsApp é uma rede social de mensagens instantâneas onde você consegue enviar e receber fotos, vídeos, documentos em PDF – além de fazer ligações grátis por meio de conexão com a internet.

Atualmente, o WhatsApp é o terceiro aplicativo mais utilizado no Brasil.

Essas são algumas mídias sociais dentre inúmeras que já temos espalhadas pelo mundo, e no meio de toda essa comunicação online, ainda podemos ter dois tipos de comunicação – sendo elas: síncrona ou assíncrona. Você já ouviu falar sobre elas?

 

Comunicação Síncrona X Comunicação Assíncrona

Comunicações síncrona e assíncrona são dois métodos distintos de sincronização de transmissão – cada uma tem suas vantagens e desvantagens.

Comunicação Síncrona é quando você tem a oportunidade de falar com alguém de maneira direta – ou seja, o emissor passa a mensagem e o receptor responde, sendo que o diálogo ocorre exatamente naquele momento.

Dessa forma, as mensagens emitidas por uma pessoa são imediatamente recebidas e respondidas por outra pessoa.

Na internet, essa forma de comunicação é comum em hangouts e vídeo conferências. Porém, ocorre de maneira natural – pois, estamos condicionados nesse modelo de comunicação há anos.

Comunicação Assíncrona é aquela em que está desconectada do tempo e do espaço – ou seja, o comunicador e o receptor podem manter relacionamento na medida em que tenham um tempo disponível.

Alguns exemplos de ferramentas que mantém esse tipo de comunicação são: WhatsApp, aplicativos de mensagens, e-mails, SMS, etc.

Lembrando que, esse tipo de comunicação não é nenhuma novidade. Embora menos comum nas últimas décadas, ela existe desde as cartas e aparelhos de secretária eletrônica.

Na comunicação assíncrona estar online não significa estar à disposição. A pessoa do outro lado pode estar ocupada, realizando tarefas ou simplesmente tratando com prioridade outros assuntos.

 

Malefícios de uma conta ativa

Como nem tudo são flores, as mídias sociais e a globalização têm o seu lado ruim também. Além de toda exposição que cabe ao usuário decidir o quão grande ela vai ser, temos também problemas que podem ser psicológicos e outros que afetam a humanidade em geral.

Hoje, o Brasil tem mais de 120 milhões de usuários ativos na internet, se tornando o 4º país com maior número de usuários em sites de relacionamento, ficando atrás da China, Estados Unidos e Índia. Porém, da mesma forma que utilizamos esses meios para comunicação, trabalho, lazer e cultura, existem pessoas que utilizam-na para difamação, fofocas e intrigas que destroem relacionamentos e causam constrangimento às vítimas – além de atentados, apologia a crimes, maus tratos contra os animais e violações dos Direitos Humanos como aliciamento, incentivo ao racismo, neonazismo, homofobia e intolerância religiosa.

Outro perigo das redes sociais é o vício que ela pode causar. Sim, estamos falando de dependência digital.

A dependência digital é um transtorno no qual o indivíduo não consegue ficar longe do computador ou dispositivos móveis.

Esse transtorno pode fazer a pessoa deixa de fazer suas atividades diárias para ficar conectado às redes sociais, o que compromete atividades básicas do cotidiano, como alimentação, trabalho, estudos, vida social e, em alguns casos, até higiene pessoal.

 

 

Mídias Sociais em tempos de crise

É mais do que óbvio que, a internet e as redes sociais já fazem parte do nosso dia-a-dia – temos que achar a melhor forma de utilizá-las – seja em nossa vida profissional, quanto pessoal.

Com a atual crise de pandemia espalhada em todo o mundo, as redes sociais se tornaram ainda mais tendências do mercado, com vendas e atendimentos online, facilitando todo o processo de compra do usuário – as marcas que souberem como se posicionar diante disso tudo, com certeza conseguirá alavancar seu negócio e melhoras as vendas de sua empresa.

As agências de publicidade estão desenvolvendo com mais atenção, orçamentos que prometem extrair cada centavo de lucro dos investimentos auxiliando assim, empresas a procurar a maneira mais econômica de fornecer seu serviço.

Para empresas que desejam fazer cortes, o orçamento de marketing pode parecer um alvo prático. Mas, cortando orçamentos nessa parte, pode ser uma correção de curto prazo que poderá trazer consequências ao longo prazo. Lembre-se, a parte mais importante agora é manter a visibilidade da sua marca no mercado é essencial para a rentabilidade e investimento contínuo.

É exatamente nesse período que sua empresa deve se destacar, aplicando seus esforços em valores da sua marca. Invista em mídias de construção de marca porque, do mesmo jeito que entramos na crise, uma hora vamos sair.

E é nessa hora que sua marca deve estar à frente da situação, pronta para atender!

 

 

 

A Interstatus oferece um plano de construção de marca com campanhas especializadas, garantindo o resultado que sua empresa precisa!

 

 

Para saber mais, fale conosco através do nosso WhatsApp (17) 99787-2247.

Share on facebook
Compartilhar
Share on google
Compartilhar
Share on twitter
Twittar
Share on linkedin
Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diogo Sampaio

Diogo Sampaio

Diretor Comercial

Facebook