NOSSO BLOG

Como induzir um brainstorming?

 

 

Qual é o seu processo de brainstorming? Você tem o seu próprio método ou não segue um padrão? A técnica que vamos apresentar aqui é antiga, se perpetuou por um
simples motivo: funciona! Nesse artigo, você entenderá o que é e como funciona
a dinâmica do brainstorming.

Antes de partir para a parte prática, explicaremos melhor sobre a parte teórica: mas
afinal, o que é essa metodologia?

O que é brainstorming?

Se formos literais e buscarmos o significado de brainstorming, a tradução do termo em
português seria “tempestade cerebral”, mas o que melhor descreve a essência da
palavra pode ser tido como “tempestade de ideias”, remetendo a uma técnica de
deixar os pensamentos fluírem sem julgamentos e distinção. A técnica é
utilizada em diversos ambientes e pode ser abordada em várias situações
diferentes, tendo como objetivo usufruir da criatividade para visualizar
situações de ângulos diferentes, pensar em soluções para problemas, inovar em
determinados aspectos, reinventar o que quer que for, e, quem sabe, até mesmo
ter aquela tão sonhada ideia genial! Brainstorming se trata de sair da sua zona
de conforto e se aprofundar nas suas próprias camadas de ideias, até que você
encontre o que procura, para o que quer que esteja em jogo. Se trata de,
literalmente, pensar fora da caixa!

Entretanto, assim como tudo na vida, a teoria é muito mais fácil do que a prática, então não se deixe enganar pensando que o brainstorming é um bate-papo onde as ideias
simplesmente saem prontas de uma caixinha de surpresa – bem que poderiam, né?
Inclusive, é muito comum que algumas pessoas sintam dificuldade em recorrer a
esse processo e expor suas ideias ao time, seja por receio de se sentir
julgado, por achar que suas ideias não são boas o suficiente, vergonha etc. – por
esses e outros motivos foram desenvolvidas técnicas para facilitar a união e
compartilhamento de ideias entre um grupo de pessoas ou de uma empresa. E aí,
vamos começar?

Como funciona?

O conceito do brainstorming é dividir a energia criativa em dois tipos de pensamentos: de um lado temos os pensamentos divergentes – que são ideias diferentes de um
determinado assunto. Do outro lado temos os pensamentos convergentes – que é a
união das ideias mais semelhantes que surgem durante o processo.

Quando falamos sobre brainstorming é necessário ter consciência de que as melhores ideias provavelmente não virão de bandeja – você terá que ser persistente se quiser
algo realmente bom. Lembre-se: quanto mais fundo você cavar (ainda que em um
certo ponto você se sinta estagnado), mais criativas e únicas serão as suas
ideias. É importante ter em mente que no processo de brainstorming, não existem
ideias boas e ruins – todas são ideias que, com o devido tempo e esforço
investidos, serão transformadas no que você procura! Absolutamente tudo é
válido, então não se deve ter receio ou insegurança de falar nada – a equipe
deve se sentir confortável e tirar o pé do freio, já que por vezes sua ideia
pode ser o estalo que faltava para que outra pessoa tenha uma ideia maior a
partir da sua sugestão, e é justamente nesse ponto que queremos chegar! Quando estamos desinibidos, sem filtro, nos expressamos sem medo de dizer o que pensamos, e
estando mais soltos, nosso estado criativo natural pode vir à tona. O importante é não se deixar levar pela timidez e colocar a cabeça para
funcionar!

Como posso organizar minhas novas ideias?

A primeira etapa é definir sua ideia base ou o problema que deseja solucionar, isso
significa que você deve escolher um segmento para dar continuidade ao
brainstorming.

A segunda etapa é escrever todas as ideias em algum lugar com fácil entendimento e acesso, seja no caderno, quadro de escrita (caso sua empresa tenha algum) ou até em post-it. Não hesite em economizar espaço, esse é o momento em que você deve liberar
todas as ideias que passarem pela sua cabeça, todas!
 

A terceira etapa é organizar as ideias conforme a ligação entre elas, criando colunas
necessárias para cada formação de ideia conectando uma ideia a outra. Nessa
etapa, é interessante usar a metodologia dos 5 porquês, para aprofundar ainda
mais no assunto e assim encontrar o cerne da questão citada ou para a ideia que
tão esperada. Dê prioridade caso duas ou mais pessoas tiverem escrito a mesma
causa, já que isso pode acabar se tornando um diferencial lá na frente.

Depois de organizar todas as ideias e/ou problemas citados, damos início a quarta etapa,
que é onde deverão ser apresentadas soluções para sua ideia base ou problema
citado. Caso haja muita variação de ideias ou soluções, pode significar que as
causas não foram bem determinadas, portanto, deve-se voltar a etapa anterior.
Caso não aconteça, considere um sinal positivo para dar continuidade ao brainstorming.

Uma metodologia bastante usada é a 5W2H, que consiste em fazer algumas perguntas diante das ideias pensadas e solução de problemas, sendo elas:

What – O que

O que será feito?

Why – Por quê?

Por que será feito?

How – Como?

Como será feito?

Where – Onde?

Onde será feito?

Who – Quem?

Por quem será feito?

When – Quando?

Quando será feito?

How much – Quanto?

Quanto vai custar?

As respostas dessa metodologia serão essenciais para concluir um mapa de atividades que te ajudarão a seguir todos os passos para melhorar e entender melhor seu brainstorming, tendo uma visão mais clara e objetiva.

Seguindo todos esses passos você e sua equipe chegarão a uma conclusão mais precisa para novas ideias ou soluções de problemas, sendo válido lembrar sempre que, a boa organização das relações e opiniões devem ser levadas em conta, uma vez que o assunto não deve sair do foco principal.

Se você gostou desse artigo e pretende implementá-lo em sua empresa, nos dê um feedback nos comentários! Se mesmo após ler o artigo você ainda possui dúvidas, não hesite em entrar em contato conosco – a Interstatus está à sua disposição! Lembre-se que brainstorming e criatividade andam de mãos dadas, então trace um plano mental e vamos à execução 🚀

 

Fale conosco através do WhatsApp (17) 99787-2247.

Share on facebook
Compartilhar
Share on google
Compartilhar
Share on twitter
Twittar
Share on linkedin
Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diogo Sampaio

Diogo Sampaio

Diretor Comercial

Facebook